• Guiga Soares

Colmar, França, como num conto da Idade Média



Vamos lá, acho que todos nós gostamos de paisagens belas e de cidadezinhas que lembrem os contos de fadas. Desculpem se estou exagerando. Pode ser, sim, que tenha gente que não goste. Mas, Colmar, a terceira maior cidade da histórica Alsácia no nordeste da França, me trouxe esse tipo de sentimento. É linda, colorida. Parece cenário de filme.


Perto da fronteira da Alemanha e a 45 minutos de carros de Basel, Suíça - como era o nosso caso -Colmar se tornou um atrativo turístico. Tudo por conta das suas bem preservadas e típicas ruas de calçamento e construções medievais e do início da era renascentista.



Localizada na chamada "Rota dos Vinhos da Alsácia", se considera a capital dessa rota inaugurada em 1953. São mais de 170 quilômetros nas regiões do Baixo e do Alto rio Reno. Muitas espécies de uvas crescem nessa área, tais como, a Riesling, a Pinot Blanc, a Gewürztraminer, entre outras. Portanto, para quem curte vinhos com uma variedade grande de preços – e não gosta de historinhas de fadas e bruxas da Idade Média – a opção de ir até Colmar é show.


A cidade já foi de domínio alemão depois da derrota francesa em 1940 durante a Segunda Guerra Mundial. Alguns de seus habitantes foram até convocados para lutar ao lado das forças da Alemanha. Em 1945, depois de um violento combate, Colmar voltou a pertencer à França.



As atrações da cidade podem ser conhecidas a pé mesmo. Carros não são permitidos – e, nem caberiam nas vielas da Idade Média. Há dois ou trens trenzinhos que rodam as ruas mais largas com tradução simultânea para os turistas. Não tivemos paciência. Preferimos caminhar mesmo com o calor de 32 graus.



Nos chamou a atenção os inúmeros desenhos e bonequinhos de pelúcia de cegonhas (foto acima) A questão que é elas migram da África do Sul anualmente para a região da Alsácia. Nas estradas, os postes das torres de energia e as copas das árvores altas têm esses ninhos bem preservados para os quais elas voltam sempre escolhendo os mesmos.



Bem, a imaginação correu solta andando e curtindo o ambiente e arquitetura ímpar de Colmar, que também é conhecida como a Petite Venise" (Pequena Veneza) pelos canais que cortam a cidade. (foto acima)

Quem sabe você também possa se sentir um menestrel, um cavalheiro, uma donzela, uma bruxa, enfim, algum personagem das típicas historinhas medievais. Não custa nada viver uma fantasia.


Não deixe de nos seguir pelo Facebook e pelo Instagram também.

Fotos; Guiga Soares / arquivo pessoal



7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo