• naravidal

A barca

Atualizado: Jan 28

Quem já ouviu falar em Alcochete?


Programando alguns dias em Lisboa com a família, fui pesquisar sobre as cidades que rodeiam a capital e que pudessem nos oferecer uma tranquilidade, mas ao mesmo tempo fácil acesso ao movimento, às artes, aos cafés e passeios que Lisboa oferece.

Praia do Sal é uma espécie de resort. Mas se como eu você não é tão simpática aos condomínios fechados onde, francamente, você não sabe onde está porque são todos parecidos, iguais, padronizados, o Praia do Sal me veio como uma alternativa equilibrada de tudo que eu procurava.


Condomínio Praia do Sal

O complexo em si é fantástico. Apartamentos muito amplos com 1, 2 ou 3 quartos com varandas, mesas para servir os vinhos deliciosos da região. Talvez a gente tenha encontrado a piscina mais bonita do mundo.


Piscina do condomínio Praia do Sal

Na borda, logo lá, o rio Tejo e à noite, as luzes de Lisboa piscando agito, diversão, acontecimentos.


Piscina na borda do rio Tejo

Mas nós, ao mesmo tempo, estávamos num local de uma tranquilidade indescritível, com uma arquitetura simples e elegante. Nós tínhamos acabado de sair de uma estadia em um hotel suntuoso e com detalhes requintados, históricos. Entrar na Praia do Sal foi entrar em outro planeta. Tecnologia, apartamento aberto e claro, tudo sem qualquer bordado ou confusão. O luxo que é o simples.


Alcochete

Praia do Sal fica na cidadezinha de Alcochete. Nas andanças pela cidade, pessoas que moram lá me contaram que estão para construir um aeroporto que fará voos pela Europa logo do lado de fora da cidade. Como resultado os preços de imóveis ali tem subido assustadoramente. Mas Alcochete é uma joia, uma preciosidade que pouca gente conhece, repleta de charme e personalidade.



As pedras que servem de revestimento para o calçadão do passeio do rio nos remetem ao Rio que nos remetem de volta a Portugal. A cada passo, uma moldura. Pensei em como a caminhada em cima dessas pedras estampadas ajudam a andar. Bem mais interessante que a repetição lisa de asfaltos ou pedras de uma cor só. 


Alcochete

Alguns poucos restaurantes e cafés. Algumas lojas, mas nada demais. É uma cidade tranquila, pequena, mas com uma surpresa que eu ainda não sabia:

para chegar até Lisboa, pega-se a barca do vilarejo vizinho, Montijo. Na rota Montijo - Cais do Sodré, não se esqueça de se sentar à direita. Espere e tome um longo suspiro. Crescendo à sua frente de dentro do Tejo, a praça do Comércio, o casario da Alfama, lá no alto o Castelo de São Jorge. Lisboa histórica inteira ali pela rio enquanto você se aproxima.


Passeio pelo Tejo

Se não tivéssemos conhecido Alcochete, nunca teria perdido a respiração por tanto impacto daquela paisagem. E tem gente que faz esse trajeto todo dia.


Pensei em quando eu morava no Rio e pegava o ônibus para a faculdade. Enquanto passava em frente ao Pão de Açúcar, olhava as pedras, mas vigiava abismada as pessoas que, ingratas, dormiam no trajeto.

Minha super dica para quem quer ter uma experiência de tirar o fôlego, vá até Montijo nem que seja só para pegar a barca até Lisboa. E continue acompanhando nossas histórias pelo mundo lá nas nossas páginas no Facebook e no  Instagram.

16 visualizações

siga!

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle