• naravidal

Descobrindo Nice e sozinha

Atualizado: 5 de Out de 2019


Viajar sozinha nem sempre é uma ideia fácil de ser realizada.

Ainda vivemos num mundo dominado por machismo e violência contra mulheres. No entanto, há lugares bastante seguros e que valem a pena a aventura de dar a si mesma um tempo exclusivo para apreciar paisagens novas.

Depois de quase vinte anos, voltei a Côte d"Azur.

Quando tinha meus vinte e poucos, rodei Nice, Antibes e Cannes de moto com um namorado e jamais me esqueci das paisagens, principalmente.

Voltar depois de tanto tempo, me deu a impressão de voltar à realidade depois de um sonho meio confuso.

Revisitei alguns lugares e conheci outros. Fui sozinha e garanto: vale a pena se jogar no mundo e encontrar a melhor companhia de todas, aquela que nunca vai te deixar na mão: a sua!

Côte D'Azur é conhecida por ser um ponto de milionários, casinos, glamour. Mas o que pouca gente comenta é que Nice e Antibes, por exemplo, são lugares com muita arte e cultura. Nem só de mar é feita a borda do Mediterrâneo.

Aqui eu listo 5 coisas para se fazer em Nice e Antibes.

  • Promenade des Anglais - se você é do Rio ou morou no Rio, essa parte de Nice vai imediatamente te remeter ao Copacabana Palace e aos prédios antigos da orla que são pouquíssimos. Com uma arquitetura de art deco de tirar o fôlego, a orla é uma celebração ao glamour dos casinos e do estilo da Riviera Francesa. O famoso Hotel Negresco, ponto de estrelas do cinema e da música há décadas, é tão imponente quanto imaginamos. Se dinheiro não for problema, aproveite para jantar no Restaurant Chanteclair, com seu refinado e elegante cardápio.

  • Cours Saleya - um dos mercados de rua mais famosos da Europa é também um dos mais antigos. O mercado de flores é uma festa para os olhos e o olfato. Flores de todos os tipos e formas e cores. Apesar da quantidade grande de turistas encantados com tantos produtos deliciosos e frescos, o mercado é grandemente frequentado por pessoas locais que fazem a feira ali mesmo. Se eu morasse lá, nunca mais iria ao supermercado.

  • Morro do Castelo - prepare as pernas para subir, subir e subir até chegar no topo do mundo! É assim que a gente se sente ao subir muitos metros e avistar a orla inteira de Nice. Novamente, nos faz lembrar de Copacabana. Mas infelizmente, a semelhança fica só lá em cima porque Nice é uma cidade muito limpa e bastante segura. Entrada grátis.

  • Museu Matisse - pegue o ônibus 15 em direção ao subúrbio de Arènas. Uma área de muitas árvores, parques e residências caras é também onde fica a villa de terracota que é o Museu Matisse. O artista francês morou ali na região por muitos anos. Vindo do norte do país, se encantou pela luz e pelo sol da Côte D'Azur e nunca mais saiu de lá. Para entrar na villa deslumbrante que é o museu, pague 10 euros e aproveite para ver de perto obras primas famosíssimas desse grande mestre.

  • Antibes - um vilarejo de pescadores e que hoje tem um dos portos mais chics do sul da França com yachts e barcos para bolsos cheios de dinheiro. Antibes é dessas cidadezinhas com ruelas de pedras, ruas muito estreitas e um charme irresistível. Não é à toa que fincou os pés ali ninguém menos que Pablo Picasso. De Nice a Antibes são vinte minutos de trem. Na volta, tome cuidado para não dormir porque a parada final é Mônaco.

Nice é um desses destinos inesquecíveis a qualquer época do ano. Durante a minha estadia eu fiquei no Le Grimaldi, um hotel super charmoso e extremamente bem localizado, com um staff atencioso e um café da manhã delicioso incluído na diária.

Quer mais? Então passa lá na nossas páginas no Facebook, Instagram, YouTube.​

#SeuLugar #Nice #França #NaraVidal

0 visualização

siga!

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle