• Sonaira D'Ávila

A rota do Descobrimento, no sul da Bahia!

Atualizado: 5 de Out de 2019


Ainda em ritmo de Páscoa nada mais simbólico do que lembrar do evento do nosso “descobrimento” ou como preferem os historiadores , a "Chegada dos Portugueses ao Brasil”. Dizem que sou mestra em Paraísos, vale conferir aqui. Hoje vou contar para vocês um dos meus preferidos no Brasil. Bora percorrer a rota do Descobrimento, no sul da Bahia!

Breve história sobre a rota do Descobrimento

A esquadra de Cabral partiu de Lisboa em 9 de março de 1500, com dez naus e 3 caravelas, uma tripulação de aproximadamente 1400 homens, e Bartolomeu Dias (aquele que descobriu o cabo da Boa Esperança). Logo após a partida do Tejo, a frota perdeu uma nau de mantimentos mas mesmo assim seguiu viagem em 22 de Abril de 1500, a frota comandada por Pedro Álvares Cabral chega no litoral sul da Bahia. Eis que avistam o “novo mundo”, Brasil. De longe, observaram a terra firme, um monte redondo e alto se destacava da paisagem e foi batizado de Monte Pascoal por estarem na semana da Páscoa, e a terra, foi batizada com o nome de Ilha de Vera Cruz, já que acreditavam que a terra pertencia a uma ilha. E que ilha!!

O primeiro desembarque foi em 23 de Abril (algumas fontes falam em dia 22 de Abril) . Segundo historiadores, de manhã, Nicolau Coelho foi com um bote até a praia em Barra do Cahy, a 48 quilômetros ao norte do centro de Prado e 42 quilômetros ao sul de Corumbáu, para fazer o primeiro contato com 18 nativos da tribo dos tupiniquins. No dia seguinte, a esquadra levantou e foi procurar um porto melhor, que foi encontrado 70 km mais ao norte.

Depois ancoraram os navios num abrigo seguro, um porto seguro (hoje chamado de baía Cabrália), ali ficaram dez dias. Existia em nosso litoral, uma grande quantidade de uma árvore , o pau-brasil. E a partir de 1503, renomearam a terra “descoberta” de Brasil.

No dia 26 de abril, foi celebrada a primeira missa no Brasil no ilhéu da Coroa Vermelha. Em 1º de maio, foi celebrada a segunda missa no Brasil e o comandante mandou fincar uma grande cruz de madeira para definitivamente tomar posse da terra.

Sou curiosa e gosto de saber como começaram estas cidades vizinhas e que estão no DNA da nossa cultura.

Arraial d´Ajuda, por exemplo- em 1549 chegaram os primeiros jesuitas juntamente com Tomé de Sousa e suas três naus: Conceição, Salvador, e Ajuda. O Arraial de Nossa Senhora d'Ajuda, foi batizado em homenagem à Santa Padroeira, e o seu nome foi aos poucos sendo reduzido até que ficou legalmente e definitivamente Distrito de Arraial d'Ajuda.

E na sequência , a aldeia jesuíta de São João Batista dos Índios, fundada em 1586 deu origem a atual Trancoso . A Praça São João, no Centro Histórico da cidade, ainda preserva o conjunto de casas adornando um grande gramado (o chamado "Quadrado"), com uma igreja ao fundo, de onde se tem uma visão panorâmica do mar.

Eu embarquei com marido Do rio pra cá, pra Costa do descobrimento no sul da Bahia que começa em Porto Seguro e vai até Cumuruxatiba.

Esse é um canto do Brasil que continua muito parecido ainda com a época do descobrimento; muita praia, muito rio, muita mata. Muito linda!

Confusões e relatos citam datas distintas para este fato marcante de nossa história, dizem que Trancoso foi o primeiro ponto de chegada dos portugueses em 22 de Abril de 1500 perto do Rio dos Frades. Mas o primeiro desembarque foi na Barra do Cahy no dia 22 de Abril ( tem placa avisando os parcos e corajosos forasteiros que ali chegam) e a posse do Brasil em Cabrália no dia 1 de Maio. De certeza só temos que este é um canto do Brasil pra lá de especial e pouco conhecido ainda. Estávamos descidos a seguir a rota do Descobrimento!

A sensação é de estarmos redescobrindo o paraíso num desafio digno de um explorador para se chegar até lá.

Após desembarcar no aeroporto local, com uma mochila cada, atravessamos de balsa até Arraial d’Ajuda e de lá pegamos um ônibus pra Trancoso,que fica uns 30 km a partir da chegada da balsa. Em Trancoso a gente dá uma paradinha para uma praia e depois de pernoitarmos, no dia seguinte, encaramos uma “massagem” no ônibus em mais de 2 horas saltitando pelo caminho de terra e buracos imensos, rumo à Nova Caraíva...

Com direito a atolamento e tudo. Atravessamos de canoa até Caraíva e por lá ficamos 3 dias. De Caraiva a gente segue de buggy cruzando a reserva Pataxó e atravessamos de canoa para chegar na Ponta de Corumbáu.

É ou não é uma viagem com emoção.

Caraíva fica 73 km ao sul de Porto Seguro; os últimos 40 km são de terra. Uhuu! Vencemos a estrada de terra.

A vila mais antiga do Brasil é essa aqui, Caraíva, que foi fundada em 1537 quando os portugueses chegaram nessa costa do Brasil. Caraiva hoje é um patrimônio da humanidade pela Unesco e é totalmente preservada. Aqui o rio e o mar se encontram, as ruas são de areia e luz elétrica só em alguns momentos.

É preciso pagar uma taxa de preservação de 10 reais por pessoa antes de atravessar de canoa. A vila é cercada pelo rio Caraiva, o oceano Atlantico e uma reserva indígena pataxó no parque Nacional do Monte Pascoal que é o marco histórico do descobrimento do Brasil. Toda a história do descobrimento do Brasil se passa aqui, por esta região. São quilômetros de estrada de terra em situação precária sem infraestrutura e serviços( leve dinheiro não tem caixa eletrônico por perto e máquinas de cartão nem sempre funcionam) mas a aventura tem que ser encarada com humor leveza e uma mochila só.

Caraiva é assim, um paraíso preservado, totalmente distante, difícil de chegar e o acesso é bem restrito. Chegar a Caraíva é uma jornada! A dificuldade para se chegar a Caraíva e que mantém toda essa preservação natural.

Quando você chega de ônibus perto do Porto de Nova Caraíva vai encontrar várias canoas a espera para fazer a travessia do rio Caraíva Depois de acomodar as bolsas e mochilas nas canoas a remo, a gente embarca de vez rumo a vila de Caraíva.

Ela é encantadora, com suas ruas de areia. A iluminação que chegou a pouco tempo não a descaracterizou. Ela é muito pontual, você precisa levar uma lanterna quando sair andando a noite para não se perder, por exemplo. Nenhum, motor automóvel, moto, é permitido. Todo transporte, toda movimentação no local ou é a pé ou com o táxi local, que são as carroças puxadas por cavalos- cuidado pra não ser atropelado, eu quase fui, tá? Na vila não tem fiação elétrica aparente, é tudo subterrânea para não interferir na paisagem, no estilo rústico do vilarejo com essas ruas de areia e suas casinhas. Acessível apenas pelo rio Caraiva de canoa ou pelo rio Corumbáu depois que você atravessa toda reserva Pataxó.

A travessia da reserva, você só pode fazer de buggy e quem está autorizada para fazer a travessia são os índios pataxó. Só eles podem cruzar a reserva. Seguimos viagem com os índios de buggy os 12 km pela reserva até o rio Corumbáu, e lá tivemos de fazer outra travessia de canoa como os caiçaras.

Do rio pra cá é uma reserva Pataxó, do rio pra lá uma reserva caiçara.

Enquanto Arraial D´Ajuda, Trancoso e Caraiva pertencem a Porto Seguro, Corumbau pertence ao município de Prado. Corumbáu é lugar de beleza impar, tem uma larga ponta de areia que avança sobre o mar, numa baia de 15 km de praias de areias brancas e águas cristalinas Os recifes de corais avançam 10 km mar adentro, tornando a praia mansa e tranqüila cheia de barquinhos de pescadores em volta. O rio Corumbáu ao fundo se mistura com o mar e do outro lado você tem uma baia de águas bem tranquilas...

A Ponta do Corumbau é um dos lugares mais remotos do litoral baiano onde você pode chegar e ficar. E aqui na Ponta de Corumbáu, está a vila dos pescadores, local de saída e chegada dos barcos de pesca, das pousadas e do pequeno comércio. Corumbáu significa, em tupi, “o fim do mundo e o começo da terra” ou "longe de tudo". Perfeito!

E a 10 km, fica o ponto de desembarque dos portugueses, a primeira praia do Brasil por assim “descoberta" , na Barra do Cahy, no extremo sul da Bahia. Os relatos históricos dizem que os portugueses fizeram um pit stop dia 22 de Abril na Barra do Cahy, acharam o local inseguro para as embarcações e seguiram em direção ao norte, até chegar em Porto Seguro.

Uma natureza intocada, uma mata exuberante, um mar verdinho e quente, muito sol, muita areia, falésias, um povo simples e hospitaleiro, boa comida...dá pra ser feliz viu? É um paraíso na terra.

Então, vamos cuidar da nossa Terra de Santa Cruz!!!

Quer conhecer alguns lugares especiais? Confere aqui,

E não deixa de passar lá na nossas páginas no Facebook, Instagram, YouTube.​ Você vai gostar.

#SonairaDÁvila #DescobrimenetodoBrasil #CostadoDescobrimento #Dicas #Seulugar #Corumbáu #Bahia

0 visualização

siga!

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle