• Dani Paiva

4 parques para aproveitar o Sol em Londres

Bate um fio de sol, e lá vai o inglês para a rua tomar uma boa dose de vitamina D nos bares, nas praças, em tudo o que é canto ao ar livre. A fotossíntese gera hábitos pouco vistos na constância do cinza e da chuva. Encontra-se, por exemplo, beijinhos no rosto em cumprimentos. Um milagre entre esse povo que apenas chacoalha as mãos. 

Uma das coisas que mais gosto dessas épocas de luz e calor é entrar na onda da cestinha de piquenique, toalha e um dia inteiro no parque. E aqui o esquema é ‘profissa’. Tenho um amigo que dia desses me mandou a foto da bagagem dos preparativos para o piquenique. Umas cinco cestas, uns dois cases de vinho e até flores! Viva o glamour e o auto amor! 

Tenho uma maleta de palha que comprei há alguns anos de segunda mão – esses brinquedinhos da vida não precisam ser novos, né gente? Vamos cuidar aí desse mundão. A maleta veio com um joguinho de pratos coloridos e canecas. Já a encorpei com taças recicladas de festivais em que se leva para casa uma ressaca e um copo de presente. 


Escultura no Kew Gardens (Richmond)

Separei aqui uma listinha de lugares incríveis em Londres para te inspirar a caçar uma cestinha fofa, arregaçar a sua toalhinha e aproveitar o máximo desse negócio chamado sol, que aparece bem menos do que a gente gostaria. E se estiver em Norwich vá ao Earlham Park. 


Escultura no Kew Gardens (Richmond)

4 parques em Londres

Kew Gardens (Richmond)

Richmond TW9 3AB



A foto de cima é de um piquenique que fiz com um casal de amigos que virou minha família por aqui. Nesse dia, não fotografei, mas um par de pavões veio embelezar o cantinho que escolhemos para relaxar, comer e bebericar, com mesa de madeira, banco e sombra. Quase uma área VIP. 


Escultura no Kew Gardens (Richmond)

É bom demais desvendar os pedaços desse parque enorme da Rainha, um verdadeiro oásis com diversos tipos de vida verde, florida, natural. Para quem estiver com saudade do calorão úmido, a Palm House (Casa das Palmeiras) reproduz o clima e a vegetação tropical. 

Outro destaque é a área infantil. A entrada é em blocos e dá direito a 90 minutos para a criançada se esbaldar em casa de árvore, riacho e brinquedos educativos em miniatura. 


Escultura no Kew Gardens (Richmond)

O ingresso custa £18. Mas, contabilize no preço um dia inteiro livre de passeio, e ainda trace sua rota de descobrimento do parque junto às obras impressionantes de Dale Chihuly, artista de Seattle que se inspira na natureza para criar esculturas gigantescas de vidro, na exibição Reflections on Nature. Vale cada suada libra. 


London Fields (Hackney)

London Fields West Side, London E8 3EU


London Fields (Hackney)

Não lembro de quando é essa foto, 2014, 2015. Foi quando fui apresentada ao combo mais descolado do Leste de Londres. Programa de sábado. Passear pela rua Broadway Market, que já contei aqui e se embrenhar pelas ofertas deliciosas das barracas – sempre com quitutes interessantes, de queijos ao Scotch Egg (bolovo) , escolher o almoço e se aboletar pela grama com a turma. Nessa época, outra opção era comprar uma churrasqueira de alumínio, que aqui é ridiculamente barata e super fácil, escolher um espaço para chamar de seu e sacar o cardápio típico. Bem verdade que é prático enveredar pelo cardápio de “barbecue” de hambúrgueres e linguiças. Ainda assim, eu juro que não me conformo em chamar isso churrasco. Pra mim, churrasco tem sangue escorrendo pelos dedos, gordura pingando, fumaça com cheiro de sal grosso. Depois conto para vocês sobre o churrasco que comandei com picanha e expressões de surpresa pelo tamanho do pedaço e coraçõezinhos de galinha polêmicos. 


Voltando a London Fields, infelizmente, por conta do desgaste e da poluição, o churrasco está proibido desde o ano passado por ali. Bom para os cabelos, que não saem mais defumados. A proibição não tira a graça do passeio. O London Fields é um parquezinho simpático, com largos descampados para estender a toalha e relaxar, e árvores imensas que em dias de vento emanam um som quase poético. 


Richmond Park

TW10 5HS


Richmond Park

Essa minha foto é de 1 de janeiro de 2019, no maior de todos os parques da rainha, o Richmond Park, com uma área de 2.500 acres e um jeitão mais rústico e super preservado. É um descampado largo, bom de pegar uma bicicleta e curtir a paisagem. 



Naquele dia, como indica a minha touca e cachecol, a caminhada foi em pleno friozinho de inverno, com as árvores peladas, esse verde meio desbotado e uma tranquilidade bucólica perfeita para o primeiro dia do ano. 



Este ano retornei ao parque um punhado de vezes. Delícia observar as mudanças da estação. Em uma dessas vezes, levei meus pais para uma longa e agradável trilha naquele climinha de primavera. Agora, no verão, os alces e veados aparecem para bronzear pertinho da gente.



Dica das boas: comece ou termine no Richmond Hill, com uma vista estonteante e uma taça de vinho na mão.



A passagem de pedestre tem bancos de madeira convidativos para o deleite e a imaginação, já que conta-se que famosos habitam ou habitaram a área, como Mick Jagger, Angelina Jolie, David Attenborough... 


Hyde Park

W2 2UH



Foto de 2019 com a gigantesca obra flutuante de Christo atrás

E o que dizer do Hyde Park? O passeio básico que sempre encanta o olhar e pede um pouco de calma e de contemplação. Também uma toalha, cesta, vinhos e quitutes. 



Jamais deixo de dar uma passadela pelo bar da Serpentine, para curtir a dança dos patos e dos cisnes, e pela galeria, nem que seja para checar o pavilhão ocupado por um artista diferente por ano. Atualmente o espaço é de autoria do arquiteto japonês Junya Ishigami.


Em 2014, antes de morar no país, tive a sorte de estar por aqui na época da ocupação da sérvia Marina Abramovic, ícone da performance, por 512 horas, em uma imersão profunda com o silêncio. Um silêncio necessário sempre para nos acalentar, energizar e ajudar a seguirmos em frente nessa vida longe do berço. 

E você, tem sua listinha de lugares especiais? Conta pra gente e não deixa de acompanhar nossas histórias pelo mundo lá na nossas páginas no FacebookInstagram,

siga!

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle