• Ana Maria Villaça

Férias: Mercado Medieval de Óbidos em Portugal



Em maio, recebi o telefonema de um grande amigo que mora em São Paulo. Ele dizia que estava com muita vontade de passar 20 dias em Portugal, já que não vinha para “terrinha” desde 2020. “Você vai estar de férias nesta época?”, foi a pergunta dele.


As férias dos serviços e repartições da Justiça em Portugal começam em meados de julho e terminam no dia 31 de agosto. Isso mesmo: um mês e meio de férias. Confesso que não curto muito. Mas, sim, entro férias nessa época porque trabalho com esse setor.


Dito isso, Paulo, meu amigo, comprou a passagem para Lisboa. E, aos poucos, o roteiro foi sendo montado. Ele gostaria de conhecer todas cidades medievais de Portugal e da Espanha.



Escolhemos algumas delas: Óbidos (foto do castelo acima), Tomar, Batalha e Alcobaça no território português. Na Espanha, ele também já tinha escolhido as cidades medievais que gostaria de conhecer. Ávila, era uma delas, pois é o sobrenome da família dele. Pois bem. Quem vai até Ávila, vai até Toledo, Mérida e inclui, também, Salamanca e Badajoz.


Diante do roteiro pronto e das malas feitas, seguimos viagem. Hoje, conto para vocês como foi nossa primeira parada nas férias pelas cidades medievais da penínusula ibérica.


ÓBIDOS: COMEÇANDO AS FÉRIAS



Saímos de Lisboa em direção Óbidos que fica a cerca de uma hora e dez de carro. É pequena e tem cerca de 12 mil habitantes. O nome vem do latim “oppidum”, cidade fortificada. É uma província de Estremadura e distrito de Leiria.


Començamos o trajeto já com ingresso comprado para o Mercado Medieval. Esse evento se realiza desde 2002 e enche toda a vila de muita música, comida, cores que transportam os visitantes para a Idade Média. São artesãos, trovadores, escudeiros, bruxas, cavaleiros que circurlam as ruas num ambiente de festa e alegria.



Paulo estava animadíssimo para se fantasiar de templário. Acabou se fantasiando de cavaleiro. A foto está acima. Eram dezenas de modelos fantasias: era difíicil escolher. Chegamos um pouco tarde, porque se tivéssemos chegado na abertura da feira, teríamos muito mais dificuldade para escolher a fantasia.


A organização pensa nos mínimos detalhes. As fantasias, a comida, os animais, as músicas, o teatro e a cenografia: tudo perfeito!



A feira, claro, acontece dentro das muralhas e as pessoas que alugam os figurinos medievais podem desfilar como se estivessem circulando em uma cidade nos tempos da Idade Média.


Uma dica: é melhor reservar um hotel dentro da muralha e com alguma antecedência. O ingresso da feira deve ser comprado logo no primeiro dia de venda porque tem desconto.



Para quem estiver em Portugal no mês de julho vale muito a pena se programar para ir a este evento. O interessante mesmo é pernoitar por lá. Assim dá para curtir todas as atrações da feira sem a preocupação de pegar estrada. É um programa para a família toda.


Ano que vem com certeza estarei de volta, mas chegarei na abertura da feira para escolher uma fantasia muito legal.


Vou continuar contando para vocês mais sobre as cidades medievais que visitei nesse verão. Se não der para conhecer todas, acho legal fazer um esforço para visitar algumas delas.


Fotos do desfile medieval: Acervo pessoal / Ana Maria Villaça

Fotos do castelo de Óbidos: Pixabay


Não nos deixem de nos seguir no Instagram e no Facebook.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo