• Do Rio pra cá

Ei! É com você que me lê

Atualizado: 6 de Out de 2019


“Em 2050, haverá mais plástico no mar do que peixes”. Me deparei com esta frase em letras grandes, num anúncio de lateral de banca de jornal no Rio de Janeiro. Rapidamente fiz as contas. Sim, se eu continuar cuidando da minha saúde, se Deus me proteger (e permitir), em 2050 ainda estarei viva. Até que ponto frases como estas tocam também ao coração do transeunte que passa ao meu lado? Tenho vontade de cutucar as pessoas próximas e apontar: “Ei! Você leu aquilo ali? Vamos espalhar?”

Nosso mundo está doente. Quando não olhamos para as pequenas coisas, elas se alastram... Uma micro atitude influencia o todo. Minha filha outro dia, mexendo na minha bolsa, disse: “Mãe! Quanto papelzinho!” – Sim, eu jogo lixo na bolsa. Não me lembro NUNCA de ter jogado um papelzinho no chão. Eu separo o lixo de casa. Desde sempre. Mesmo numa cidade grande e moderna como a nossa não tendo coleta seletiva... O que acho um absurdo.

A sujeira, a impunidade, a violência... Tudo encontra espaço onde não há vigilância. Se deixarmos, em 2050, haverá plástico demais no mar, SIM. Se deixarmos, teremos políticos velhos corruptos, nos roubando e advogando em benefício próprio, SIM. Se deixarmos, o menino que não tem escola, vai procurar um caminho errado, SIM. Nós TAMBÉM somos responsáveis por todo esse lixo aí fora. SIM, NÓS SOMOS RESPONSÁVEIS.

Há frases simples que podem mudar nossas atitudes em busca de um amanhã melhor. Mas, mais do ler, precisamos colocar o que é certo em prática. SIM, o que é certo precisa ser praticado. Você que me lê: Qual é a frase que te move?

#VanessaVeiga #Oquetemove #RiodeJaneiro #lixo

0 visualização

siga!

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle