• Do Rio pra cá

Achei meu marido na terra do Mickey Mouse, Orlando

Atualizado: Jul 22


Jamais imaginei que essa viagem a Orlando mudaria minha vida de um forma tão radical (Foto: Pixabay)

Aqui vai um pouco mais da minha história: uma carioca de Ipanema que vive há quase 30 anos fora do país. Depois, que acabei aquele namoro com o alemão, fiquei 2 anos solteira, mas nem por isso abandonei as minhas viagens.Todas foram puramente turísticas. Até, que eu fiz algumas tentativas para achar um novo pretendente. Mas, nada!


Depois de um tempo, entrei para o time do SHOPTIME (canal de vendas) como apresentadora. Meu programa era o “Eletroshop”. Não tinha muito a ver comigo, mas lá estava eu diariamente na telinha.

Um dia, a direção decidiu me dar um programa para vender os produtos da Disney. Olha, a utilidade do inglês entrando na minha vida de novo! Um dos planos era uma viagem à terra do Mickey Mouse com o meu diretor para filmar alguns trechos. Depois, seriam exibidos durante os programas gravados no Rio.


Menos de 24 horas antes da tal viagem a Orlando, a direção cancelou a nossa ida. Mas, decidimos viajar assim mesmo. Só para curtir um pouco a cidade e os parques sem nenhuma conexão amorosa. Mal sabia eu que essa decisão iria mudar o rumo da minha vida de uma forma radical, principalmente, a amorosa.


MEU NAMORO E CASAMENTO COMEÇOU NA TERRA DO MICKEY MOUSE

Eu e Cinderela: tudo a ver. ( Foto: Divulgação Disney)

Em umas das nossas visitinhas a um dos clássicos parques, o Wet’n Wild, avistei de muito longe um grupo de rapazes lindos, de ofuscar a vista. (Só um detalhe: esse parque não existe mais desde 2015. Hoje, existe o Universal 's Volcano Bay Park.) Enfim, meu amigo e eu acabamos esbarrando com o tal grupo em alguns brinquedos.


Todos pareciam estar se divertindo muito. Eu, por outro lado, estava meio entediada com a minha companhia que era bem quietinha e comportada. Fomos embora do parque e à noite decidimos ir a um lugar chamado ‘Pleasure Island’. Mas, isso não é a Disney, foi o que pensei. Wet’n Wild and Pleasure Island? Bem, deixa pra lá.

O lugar era uma ilhota com diversões para os ‘mais velhinhos’: discos clubs, House of Blues, Comedy club, etc. Dançamos, comemos. E, às 2 horas da manhã, a gerência do lugar resolveu colocar todo mundo para fora: era hora de fechar. Como assim? Estávamos de férias e não queríamos ir para o hotel e dormir. Sentei na parte de fora de uma das casas de show e, eis, que vejo o tal grupo de rapazes todos vestidos com uma camisa pólo azul marinho e jeans.

FALAR INGLÊS SEMPRE ME AJUDOU


Puxei papo com um deles e perguntei o porquê do uniforme. O rapaz me explicou que era uma despedida de solteiro e que vinham do Reino Unido. Olha aí, o inglês marcando presença de novo na minha vida. Confortável com o meu inglês, disse que não queríamos voltar para o hotel e ir dormir. Eles nos convidaram para ir até a casa que eles haviam alugado. Parei, pensei e analisando a situação e dando uma olhadinha mais cuidadosa no grupo, vi que eles pareciam bem inofensivos.

Dirigimos até a tal casa, eu e meu amigo no nosso carro e os 16 caras desconhecidos no transporte deles. Chegando lá, havia 3 americanas que ficaram com caras de assustadas quando viram tanto homem junto, acho eu. Um deles começou a conversar comigo. Acabamos ficamos batendo papo até amanhecer. E, foi só isso mesmo viu! Voltamos para o hotel e ele me deixou um convite pra ir visitá-lo na Inglaterra. Ele não era inglês. Era escocês.

Trocamos telefones, endereços, etc. Isso foi em outubro de 1997. Decidi ir visitá-lo contra todas as opiniões dos meus amigos. Passei o Natal na Inglaterra e o Ano Novo com a família dele na Escócia.


Encurtando a história de novo: nos demos muito bem e ele se animou para eu fosse morar com ele. Nos casamos em outubro de 1998. Meu cursinho Oxford de inglês britânico finalmente foi usado apropriadamente. Acabei casando com alguém que tinha o idioma inglês nativo.

Mas, não acabou por aqui. Tem mais. Me aguardem com mais contos e contos dessa minha vida abroad (fora do país).


Siga nosso time também no Instagram e no Facebook. Temos muita coisa pra contar e compartilhar.

0 visualização

siga!

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle