• Sonaira D'Ávila

Cataratas do Iguaçu, maravilha da natureza


Nas férias de julho, fiz um programa família. Planejamos e ficamos 5 noites em Foz do Iguaçu pra conhecer as Cataratas do Iguaçu, maravilha da Natureza.


O nosso desafio foi tentar não aglomerar, passear sem chuva e frio: tarefa antiga em tempos novos. Sempre viajei na contramão do agito, das férias escolares. Gosto de lugares vazios como já contei aqui . Mas, nesse momento com pandemia, evitar ao máximo os excessos é o melhor caminho. Pode parecer difícil. Mas, precisava tentar.

Cataratas do Iguaçu em Julho de 2021 com vazão média (Foto: Acervo Pessoal)

A terceira das sete novas maravilhas da natureza, as Cataratas do Iguaçu, fica na divisa entre o Brasil e a Argentina dentro do Parque Nacional do Iguaçu que é Patrimônio Natural da Humanidade. É daqueles lugares no mundo que precisa ser visitado, ao menos, uma vez na vida. Já estive por lá por duas vezes, mas nunca numa época de chuvas, quando dizem elas ficam mais fenomenais ainda. A palavra "Iguaçu" significa água grande e tem origem no tupi-guarani.


Na época das chuvas, a vazão de água pode aumentar em até dez vezes. Pode chegar à loucura de 11.000m³ por segundo. A sua vazão natural é de 1,5 mil metros cúbicos por segundo e no inverno pode “quase” secar. São aproximadamente 3 km com cerca de 275 quedas d’água com alturas que variam entre 64 e 90 metros. As cataratas ficam no Brasil e na Argentina, sendo que algumas quedas ficam de um lado e outras do outro lado da fronteira.


Eu e mais 3 pessoas saímos do Rio de Janeiro rumo a cidade de Foz do Iguaçu no Paraná.

Chegamos por volta de 14 horas. Fomos dar uma volta, comer e dormir cedo. Há pouco o que falar sobre a cidade de Foz do Iguaçu. Acho que apenas ela poderia ser mais charmosa. Poderia funcionar melhor e não ser apenas uma base para explorar as cataratas e cruzar as fronteiras da Argentina e do Paraguai.


O serviço de hotelaria é médio com grandes hotéis para famílias, sem nenhum hotel-boutique menor ou pousadinhas charmosas, como há no lado argentino. Todos os hotéis em Foz do Iguaçu são grandes, planejados para receber sempre muita gente. Nada de serviços mais exclusivos. A exceção é o Belmond Hotel das Cataratas que fica dentro do parque com vista para o principal motivo desta viagem, as Cataratas do Iguaçu, maravilha da Natureza.


Eu fiquei "namorando" o Belmond Hotel. (Foto: Acervo Pessoal)

Para um casal num momento mais romântico, eu não pensaria duas vezes e me hospedar no Belmond Hotel apesar dos valores salgados. O hotel tem uma série de programações exclusivas e inesquecíveis. Se puder, procure viajar durante a lua cheia e numa noite sem chuva. Há um tour noturno às cataratas sob o luar.

Para nossa comodidade e mais flexibilidade, alugamos um carro. Dessa forma, fugimos dos programas das operadoras de turismo. Na verdade, não há nenhuma necessidade de contratar algum passeio em Foz do Iguaçu. Tudo é pertinho, ou seja, dá pra se locomover até de Uber, táxi ou ônibus.

O TERCEIRO LUGAR DAS SETE MARAVILHAS DA NATUREZA

Entrada do Parque Nacional do Iguaçu (Foto: Acervo Pessoal)

No nosso segundo dia, verificamos o tempo, compramos os ingressos online, com hora pré-marcada, e, assim, partimos sem pressa para o Parque Nacional do Iguaçu, Patrimônio Natural da Humanidade desde 1986 com seus 250 mil hectares binacionais de floresta subtropical e fauna protegida . Ele funciona de terça-feira a domingo, das 9h00 às 16h00 no lado brasileiro.

Placa ilustrativa do Parque Nacional do Iguaçu lado Argentino

Estacionamos o carro na entrada do Parque e seguimos no ônibus de turismo local que vai parando em alguns pontos até às trilhas e passarelas que dão para as cataratas.

Nenhum carrro tem permissão de entrar e todo o transporte interno é feito de ônibus do próprio Parque. Na parada principal a opção de caminhar 40 minutos a 1 hora nas trilhas e passarelas voltadas para as cataratas do lado brasileiro e com vista panorâmica do lado argentino. Ou parar direto no ponto final e descer “direto” na cara do gol. Por uma questão de mobilidade, optamos por esta.

Placa ilustrativa do Parque Nacional do Iguaçu lado brasileiro

A primeira visão das quedas d'água é um espetáculo de tirar o fôlego. Mesmo com pouco água, como dizem que estava, é um deslumbre. Sim, tinha arco-ísris de boas vindas. As cataratas ficam a poucos quilômetros da união do rio Iguaçu com o rio Paraná na tríplice fronteira.


Há quase 150 milhões de anos, ocorreu uma mudança geológica que deu origem às Cataratas do Iguaçu. Surgiu um cânion gigantesco repleto de degraus rochosos por onde flui o grande rio Iguaçu. A maior das cachoeiras é a “Garganta do Diabo” com 90 metros de altura, sem dúvida a grande estrela deste espetáculo da natureza que fica do lado Argentino.

Vista do mirador em frente ao Belmond Hotel

Ficamos um bom tempo por lá. Descobrimos que o melhor horário para evitar as multidões e tirar as melhores fotos, é hora do almoço. Acreditem que estava bem vazio depois das 12:30h. A dica de ouro para fugir do rush: vale a pena tomar um café da manhã reforçado no hotel depois que as pessoas todas saíram para os passeios e almoçar mais tarde. Até porque as lanchonetes são caras e os produtos não são bons. É melhor passar num mercado antes e fazer um estoque passeio.


E é bom levar um filtro solar, repelente, água para beber e a capa de chuva, principalmete se o volume d’água estiver alto. Você pode se molhar, assim como, a sua câmera também. E se puder, passe o dia todo no parque: há muito o que explorar nos dois lados do parque .

Para quem gosta de mais aventura,opçôes não faltam: tem passeio pelo rio de barco, voo de helicóptero, rafting e salto de paraquedas...É só pesquisar antes e levar uma muda de roupa.

Posso ficar dias falando só desta maravilha, brasileira e Argentina , que é a atração número 1 de Foz do Iguaçu e Porto Iguazú. Neste mesmo dia ainda fomos conhecer a segunda atração mais popular que fica ali ao lado- O Parque das Aves. Ufa!Terminamos o dia num ótimo restaurante libanês "Le Mir Comida Árabe", juntamos almoço e jantar em uma só refeição. E finalizamos felizes nosso tour.

Delicias (Foto: Acervo Pessoal)

Nunca é demais falar, fuja dos vendedores nas entradas dos parques ( eles vão tentar te vender tudo na porta dos parques). E faça as compras dos tíquetes pela internet, além de economizar tempo, evita as filas. Pra quem pensa em Foz do Iguaçu e pensa apenas nas cataratas e nas compras, nos próximos posts conto o que mais fazer em Foz do Iguaçu. Aqui, abaixo, deixo algumas outras sugestões, além é claro das cataratas, que valem 3 dias de um passeio com calma. Vale lembrar que a Argentina ainda está fechada para nós brasileiros por conta da pandemia.

-Mesquita de Omar Ibn Al-Khattab -Templo Budista Chen Tien -Usina Hidrelétrica de Itaipu -Marco das 3 Fronteiras -Paraguai com direito a compras e um city tour


Essa viagem não terminou por aqui. Vou voltar a ela no próximo post. Vou falar sobre o maravilhoso Parque das Aves. Me aguardem.


Continuem a nos seguir também no Facebook e no Instagram.




14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo