• Sonaira D'Ávila

Espelho, uma das 10 praias mais bonitas do Brasil

Atualizado: Fev 28


Curuípe e Amores visto de cima pelo Viagens Cine

No post anterior, falei que Espelho, na Bahia, é uma das praias mais lindas do Brasil. Fica na Costa do Descobrimento e pra mim empata com a beleza de Ponta de Corumbau. O incrível deste trecho da costa é que ela continua intacta como na época do descobrimento. Um lugar único para se conectar com a natureza e consigo mesmo. É tão bonito que parece um cenário.

Praia do Espelho/divulgação Calá e Divino

Praia do Espelho, como é conhecida de nome, na verdade é um "combo" de praias. Coruípe e Espelho são duas praias coladinhas divididas apenas por um riacho. Espelho fica no canto mais vazio com pouquíssima estrutura de praia, graças a Deus, e tem acesso mais complicado. Logo menos pessoas conseguem chegar até lá, certo? O mar oscila de cor de acordo com a luz e com a maré. Vai do azul tão clarinho até o verde imensidão.


Praia do Espelho do lado direito/acervo pessoal

No lado da praia de Curuípe fica a estrutura de restaurantes, bares, o centrinho da vila, as altas falésias. É possível subir até o Condomínio Outeiro das Brisas para fazer as famosas fotos. Caminhando para a esquerda pela praia e na maré baixa, dá pra chegar até a praia dos Amores e a praia do Outeiro, também com acesso pelo condomínio.

A divisa entre praias, Curuípe e Espelho /Photo Melhores Destinos

Nessa região, não falta sol, areia dourada, águas tranquilas, rasas e claras. São inúmeras as piscinas naturais e corais que surgem na maré baixa. Quando este mar é iluminado pelos dias ensolarados na maré certa essas águas viram um espelho que reflete tudo em volta. Daí o nome que ganhou fama, Praia do Espelho. Espelho da Maravilha. Faz jus!


A praia do Espelho é um destino badalado e caro com diversos passeios bate-volta saindo de Arraial d'Ajuda e Trancoso. A grande maioria dos visitantes vem apenas para passar o dia Acredito que a melhor receita é se hospedar por ali nas charmosas pousadas. Elas têm estilo todo próprio e um charme incrível. É um privilégio acordar cedo e caminhar no início da manhã.

Se a escolha dor a praia do Espelho como base, a gente fugir dos visitantes do dia, aproveita a praia deserta e se protege melhor do sol. Assim, também é possível relaxar na praia tranquila em frente à pousada. E, quem sabe ainda tira um cochilo na rede da varanda do quarto. Sem agito e sem a muvuca do canto esquerdo da praia.

Praia dos Amores/ Photo Melhores Destinos

COMO CHEGAR

Do aeroporto de Porto Seguro são 33 km. As opções de viagem por terra são várias. Veja abaixo.

  • Ônibus

Sai na área das balsas em Arraial d’Ajuda em direção à praia do Espelho. Tem saídas às 7h15h e 15h. A viagem leva mais ou menos uma hora numa estrada bem precária. A parada do ônibus fica a bem longe da praia (mais de 1 km, ok?)

  • Carro, alugado ou próprio

O valor do aluguel de carro é bem mais em conta do que o Transfer. E se você for rodar pela região e ir a outras praias, vale vir de carro próprio ou alugado. Já fizemos isso de carro alugado uma vez e deu certo. Só ter em conta o perrengue da estrada.

  • Transfer

Ir e voltar de Transfer é a melhor opção para não se estressar com nada. É mais caro, mas se a ideia é relaxar e não se preocupar, vale a pena. A estrada é ruim e mal sinalizada. Os últimos 20 quilômetros são de terra e cheio de buracos. Ou seja, 1 hora e meia sacolejando.

Em tempos de pandemia e no ritmo do distanciamento social, nos demos de presente de Natal em 2020 esse passeio. Foram 3 dias no ponto mais isolado e exclusivo da praia, bem distante dos visitantes diários. Ficamos hospedados no Calá & Divino casa hotel

Visão da Praia do Espelho do alto da falésia no Calá

A fazenda do ceramista João Calazans, o Calá, um dos pioneiros nesta região nos anos 80, ocupa quase todo o canto direito da praia, o que mantém a área preservada. Aqui, você entende o que significa paraíso.

O nosso quarto no Calá e Divino

Um cenário de sonho. Casa e quartos com uma arquitetura meio mediterrânea, meio colonial. Tudo muito branco e azul com materiais naturais, redes, flores, muito verde ao redor e o mar, as piscinas naturais, o rio, o mangue, as falésias. E, a praia ali emoldurando tudo.

Louça em cerâmica com a logo do Calá e Divino/acervo

Claro, sem esquecer os diversos detalhes em cerâmica artesanais do próprio Calá e os artesanatos indígenas que dão o toque especial deste refúgio.

Sol nascendo na Praia do Espelho/ acervo pessoal

Ficamos num bangalô no alto da falésia e num chalé da praia no último dia só para ver o nascer do sol que é de tirar o fôlego.

A praia da visão do restaurante/ Foto divulgação Calá e Divino

Junto ao mangue, perto da praia fica o restaurante que atende a barraca com cobertura de palha a um pulo do mar , aquela que a gente fica largado depois de caminhar e beliscando algo antes de almoçar.


Chegamos com fome e corremos para almoçar. Mas, naquele dia não gostamos da comida e foi frustrante. A super Neide é famosa na região , estava de folga e foi uma fofa conosco nos próximos dias. Ela veio à mesa desfazer a má impressão do primeiro momento. E cozinhou com gosto pra gente. Foi especial.


Bobó de camarão by Neide no restaurante praia Calá e Divino

Com um lugar como este, saímos nos aventurando para descobrir alguns “points” nestes 3 dias que ficamos por lá. Foi assim que descobrimos a Mel Sushi , com uma comida japonesa de excelente qualidade, localização incrível na beira do mangue coladinho no restaurante do Calá na praia. E, só nós por ali.

Para jantar, fomos caminhando pela areia até subir o centrinho da vila para experimentar o Quintal do Brando que tinha acabado de inaugurar. E fomos os primeiros a chegar naquele dia. Zero aglomeração!

Sushi da Mel, no Espelho

A gente nunca lembra de consultar a tábua das marés antes dos passeios ou de programar a viagem, né? Não é de hoje que esqueço disso, mas estar na praia do Espelho numa maré neutra não vai te dar aquela visão toda. Com dó, partimos de transfer para mais um pernoite no nosso último destino antes de embarcarmos de volta para o Rio no dia 26 de dezembro. Ai, ai, vou ter de voltar.


DICAS PARA VISITAR OS PARAÍSOS DA ROTA DO DESCOBRIMENTO


  • Programar a ida na maré de lua cheia ou nova. E se seu passeio for de um dia, conferir a maré alta e baixa antes de contratar ou se aventurar. Muda totalmente os visual das praias com a maré. E em alguns casos pode ser até perigoso.

  • Existem diversas pousadas e muitas especiais na praia do Espelho. Nós escolhemos a nossa no alto da falésia e bem longe do burburinho.

  • Grande achado, aquele da lista de lugares únicos ,se você tiver sorte, é se hospedar na casa do canto direito , anota ai e guarda: Casa inteira hospedado por Gil. Literalmente, com o pé na areia na parte mais tranquila da praia. Totalmente ideal para o momento de pandemia ou férias longe de tudo.


Sim! Vamos voltar!


Enquanto, isso passa lá no nosso Facebook e Instagram.





Posts recentes

Ver tudo

siga!

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle