top of page
  • Foto do escritorGuiga Soares

Museu Mercedes-Benz em Stuttgart, Alemanha


Em todas as nossas temporadas na Alemanha, nunca havíamos montado uma agenda que nos permitisse conhecer o Museu Mercedes-Benz em Stuttgart. Era um sonho do meu marido, engenheiro, pesquisador e professor. Dessa vez, conseguimos.


Compramos as passagens do ICE, trem rápido da DB (Deutsche Bahn) pela internet. Em uma manhã fria de outono, partimos. O trem atrasou um pouco, o que não é esperado para os padrões alemães. No entanto, depois da partida, o atraso se dissolveu. A velocidade chegou a quase 250km por hora.


Em menos de 50 minutos, cruzamos os trilhos que ligam Mannheim a Stuttgart. A cidade é sede de grandes empresas, como a própria Mercedes-Benz e a Porsche. Essa última também possui um belo museu. Vai ficar para uma próxima vez. Não deu tempo.


Na grande estação de Stuttgart, os trens que fazem os trajetos locais, nacionais e internacionais chegam e partem a todo momento. Os alto-falantes não param. É preciso ficar esperto para não se enrolar e acabar perdendo a viagem.

Lá mesmo compramos os nossos tíquetes para o moderno e limpo metrô, linha U11, (foto acima) cuja estação é praticamente no subsolo. Nosso destino era a Neckar Stadion que nos deixaria a 1 km a pé do museu. Um detalhe: a região abriga o MHP Arena com capacidade para cerca de 60 mil pessoas e que atualmente está em obras visando o campeonato europeu de futebol de 2024.


Mesmo com as dicas, nós enrolamos. O mapa do metrô de Stuttgart é de um de vai e vem interessante. Todas as linhas se cruzam em locais diferentes da cidade e, às vezes, parece que vão voltar para o ponto inicial. Sendo assim, desembarcamos duas vezes porque achamos que estávamos indo no sentido oposto.


Da última vez que saímos de um vagão, recebemos ajuda de um segurança. Ficamos pasmos. Havíamos desembarcado na estação anterior à última, ou seja, a do nosso destino.

Com a chegada de uma próxima composição, embarcamos. Minutos depois, já estávamos no caminho do Mercedes-Benz Museum. De longe, a arquitetura já deixa claro que estávamos bem próximo (foto de abertura). O prédio com 34 metros de altura mais parece uma nave espacial devido à sua arquitetura arrojada em tons de prata e cimento.

São nove andares em uma estrutura em espiral que liga um andar ao debaixo através de rampas. Claro que quem desejar pode usar as escadas ou os elevadores tradicionais.

Há outros elevadores-cápsulas panorâmicos (foto acima) que sobem e descem lentamente por dentro do vão interno e espiralado do prédio. Coisa de ficção científica.

A indicação para a visita é subir até o último andar e ir descendo. Esse roteiro lógico permite acompanhar os 135 anos da história da companhia desde 1886. Foi nesse ano que nasceu a pioneira invenção de Carl-Benz e Gottlieb-Daimler, o automóvel.

Nos 16.500m² do edifício, tudo é acompanhado por uma linha do tempo e por uma suave trilha sonora respectiva a cada época. No segundo andar, já ao fim da visita, conhecemos de perto o carro do inglês Lewis Hamilton com motor Mercedes-Benz, campeão da Fórmula 1 em 2020. O piloto corre até hoje com motores da companhia.

Achei que podia me chatear com tanto motor. Que nada: curti muito o passeio. Deu para acompanhar a história da empresa em paralelo com a trajetória do país e do mundo, inclusive, passando pela Primeira e Segunda Guerras Mundiais.


Na volta, acertamos em cheio o trajeto do metrô U11. Em 22 minutos, já estávamos no centro de Stuttgart a tempo de pegar nosso trem de volta a Mannheim. Deu até para comer uma tradicional torta de maça com café.


Fotos: Acervo Pessoal


Guiga Soares é brasileira e vive entre o Rio, Mannheim (Alemanha) e Lisboa (Portugal). É jornalista - formada pela PUC-RIO - com pós-graduação em Marketing, escritora, relações públicas e produtora de eventos. Atualmente, se dedica ao mundo dos contos e crônicas. Em 2023, lançou seu primeiro livro "Um Golpe na Sorte" pela editora Bandeirola de São Paulo.


Mais histórias e dicas sobre o nosso time, é só acessar o nosso Facebook e Instagram.




Posts recentes

Ver tudo

Commenti


bottom of page