• Do Rio pra cá

O Natal de cada uma

Atualizado: 25 de Dez de 2021


Árvore de Natal, Pixabay
Natal: cada uma em um canto do mundo, mas juntas pela amizade. ( Foto: Pixabay)

Neste 2021, vocês acompanharam nossa movimentação e de nossas convidadas pelo mundo. Acompanharam, também, por aqui nosso encontro na primavera de Lisboa. Foi maravilhoso. Muitas de nós só nos conhecíamos de aplicativo de bate-papo e de troca de e-mails.


Mas, o Natal de cada uma será diferente. Vai ser cada uma no seu canto. Faz parte desse lado cigano do grupo. Seria ótimo se, quem sabe, um dia conseguíssemos nos juntar em torno de uma bela mesa da Natal.


Por hora, é isso que temos. Cada uma de nós vai deixar aqui nesse post seu jeito de comemorar, de festejar, de relembrar e de agradecer a oportunidade de estar juntas mesmo que separadas por um oceano, por milhas de distância física.


SONAIRA D'ÁVILA ENTRE O BRASIL E A ALEMANHA

“Faz tempo que meu marido e eu escolhemos festejar o Natal simplesmente nos largando em alguma praia do Brasil. Na contramão do mundo ocidental, que enlouquece resolvendo a vida como se o mundo fosse acabar nos dias que antecedem o Natal, nós costumávamos chegar da Europa no começo do mês de dezembro.

Mal tínhamos tempo de trocar as malas de frio pelos biquínis, shorts e camisetas. Natal há anos é sinônimo de praia vazia antes da alta estação no Brasil como já contei aqui. Para nós, esta era a melhor das comemorações. Ainda me lembro do meu primeiro Natal na Alemanha com direito a um pinheiro verdadeiro, frio e neve do lado de fora da janela.

Momentos! Que sejam eternos onde quer que nós estejamos”. (Sonaira D’Ávila no momento em Lisboa, Portugal)


MÔNICA MARKS DA SUÍÇA PARA AS IILHAS CANÁRIAS

Só 4 horas e meia de avião e a diferença de 24 graus de temperatura. Saímos, meu marido e eu, de Basel na Suíça com 2 graus negativos. Quando chegamos a Tenerife, ilhas Canárias, encontramos 22 graus positivos.

Esse é o palco não só do nosso Natal, mas do Ano Novo e do meu aniversário também. E vamos celebrar jogando golfe até no dia de Natal. Por que não?! Feliz Natal a todos e um Ano Novo com muita saúde porque no final das contas é do que precisamos mais e sempre!(Mônica Marks em Tenerife nas ilhas Canárias)


GUIGA SOARES NO RIO AGUARDANDO O DIA PARA COMER RABANADAS AINDA QUENTES


“Vibro com esse clima de dezembro. Excelentes lembranças de criança. As noites do dia 24 de dezembro eram na casa da minha avó em São Cristóvão no Rio. Uma casa antiga com janelões altos, pé direito idem e chão de tábua corrida. Cheiros maravilhosos saindo da cozinha, principalmente das rabanadas.

Essa memória colou tanto em mim que nunca mais comi uma. Fico esperando que ainda haja um dia em que eu possa ficar perto de um fogão esperando para me deliciar com as rabanadas ainda quentes.

No mais, acho que deixando a comida de lado – pode ser clichê – mas, o que importa é estarmos juntos. Ainda mais, nesses dois anos de pandemia, estar com saúde e vacinados já é um golaço de Natal. Valeu, Papai Noel.” (Guiga Soares no Rio de Janeiro)


DANIELA PAIVA E SUA CAMINHADA POR LONDRES

“Resolvi aproveitar esse dia, mesmo com frio, para dar uma caminhada. Saí de casa e andei até o Southbank Centre, um complexo de espaços artísticos com cinemas, teatros, galerias. Fica na margem sul do rio Tâmisa e é o maior centro de artes da Europa. Eu adoro.

A ceia da noite de Natal vai ser junto à minha UK family, é o jeito carinhoso de chamar os meus amigos que se tornaram mais próximos depois da pandemia. Aliás, também resolvi caminhar porque não sabemos se a partir desta segunda-feira novas medidas restritivas serão adotadas para conter o avanço da nova cepa Ômicron. Vai ser uma noite iluminada para aproveitar e brindar a nossa amizade!” (Daniela Paiva em Londres, Reino Unido)


Feliz Natal e que esse espírito de nascimento e luz esteja com todos. Continuamos a postar também no Facebook e no Instagram.

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo