• Sonaira D'Ávila

Março, o mês em que todo o mundo viajou!


Sob a lua cheia comemorei meu aniversário no dia 13 de março em frente à baía da Guanabara, Rio (Foto: Acervo pessoal)

Vivo faz tempo do Rio pra Alemanha e da Alemanha pro Rio, como já contei por aqui. Eu e marido fugimos do frio e aproveitamos para passar meu niver no Brasil. Faço isso há algum tempo. Nestes últimos anos, fiz diversas mudanças, nem sempre tão fáceis como conto aqui . Muitos aprendizados aqui e acolá. Está no livro da minha história pessoal.


Nesse momento, estou na minha “temporada” Rio de Janeiro e com passagem de retorno para a Europa comprada para maio. Retorno ao Brasil em dezembro próximo. E, eis, que no meio dessa minha habitual fase brasileira, surge essa pandemia do novo coronavírus. Desde então, estou acompanhado o avanço da doença na Europa. E, vou atestando que está chegando cada vez mais perto. Ou melhor, já chegou!


Na sexta feira 13 de março, lua cheia, comemorei meu aniversário de frente para a baía de Guanabara. Fiz questão de abraçar e beijar os amigos que por lá passaram. Naquele mesmo dia, o Rio já começava a se recolher, cada um no seu cantinho.


EQUINÓCIOS E MUDANÇAS

As mudanças estão nas nossas mãos. (Foto: Pixabay)

Literalmente, nos despedimos do velho mundo no dia 19 de março. Nada mais será como antes deste dia: no hemisfério norte, equinócio da primavera e no hemisfério sul, equinócio de outono. Nós seremos forçados a mergulhar para dentro de nós neste começo de ano astrológico. Um ano em que as palavras de ordem são mudança e transformação! Esse março de 2020, entrou para a História como o mês em que o mundo parou, ou melhor, o mês em que todo mundo viajou para dentro de si!

O mundo foi desacelerando e tudo parece se reduzir. Mudaram as prioridades. O planeta mergulhou num caos global  sem poupar ninguém: países desenvolvidos ou não, raças, credos, nível sócio-econômico, gêneros, tipos de governo. Enfim, o caos está girando em torno de nós.


De uma hora para outra, fomos inundados de mensagens, agendas on line, aulas de tudo, muitas lives, muitos ruídos. Não, não conseguimos silenciar e escutar. Ainda, não conseguimos parar um pouquinho e olhar o que precisa ser reformulado. São tantas as urgências e demandas destes tempos novos que ainda estamos perdidos.


Quando percebemos estamos contando passos. Cercados de medos, humores estranhos, raivas e excessos. Nos sentimos presos e privados.

Não sabemos  por quanto tempo vamos ficar nessa situação. No entanto, quem sabe, agora é o momento de embarcamos numa viagem para este lugar que nunca conseguimos fazer: para dentro de nós mesmos.

Enfim, o universo agora nos presenteia com uma viagem para dentro. Sem escolha, teremos que mergulhar em nós e transformar o nosso entorno. Assim, recolhidos, podemos redimensionar o que nos faz falta.

 

Esta é a oportunidade para realmente parar, silenciar, olhar para si, repensar a vida e a morte. Cuidar de si e dos outros. Sairemos dessa fase mais amáveis, caridosos e com outros propósitos de vida, com outros valores. 


NADA SERÁ COMO ANTES


De certo nada será igual ao que conhecemos depois que isso tudo passar. Sim, vai passar! E, nós vamos mudar. Eu disse nós. Somos um coletivo. Um coletivo em transformação conjunta e simultânea. Estamos vivendo juntos um momento histórico. Um tempo de convergência, de empatia, de reinvenção, de união.  


Fé, esperança e como diz o Papa Francisco: "Demo-nos conta de estar no mesmo barco, todos frágeis e desorientados mas, ao mesmo tempo importantes e necessários. Todos chamados a remar juntos, todos carecidos de mútuo encorajamento. E, neste barco, estamos todos.

O coronavírus conseguiu o inimaginável: unir em tão pouco tempo a Humanidade inteira.

Todos em prece à sua maneira, mas, unidos contra o inimigo invisível que deu férias a nossa liberdade e deixou o medo de vigia. E, vem deixando a possibilidade de uma infinidade de "roteiros" para esta viagem interior que ocorrem simultaneamente em todo o planeta.


PRECES E MEDITAÇÃO AO REDOR DO MUNDO

Esse é o momento de parar e usar a fé seja qual for a orientação religiosa. (Foto: Pixabay)

Imagine um país inteiro,  antes de entrar em quarentena,  parar para recitar o mantra OM prolongadamente por 3 vezes. Pois isso aconteceu na Índia em março. Os participantes deste momento desejavam criar um campo de vibração divina ao redor de todo o planeta para transformar o coronavírus em Karuna (compaixão).


Há meditações em diversos horários de acordo com o fuso horário de cada país e para todos os gostos. Meditações com mensagens de caboclos, de mestres, de arcanjos. Países em oração simultânea com direito a velas nas janelas. Uma infinidade de práticas estão disponíveis para quem desejar embarcar nesta viagem.Todo unidos ao redor do mundo em prol da saúde de todos. Inédito.


MEDITAÇÃO MUNDIAL

Esse planeta é um pensamento, uma consciência só. ( Foto: Pixabay)

O assunto agora é a meditação em massa. Aconteceu no dia 4 de abril de 2020, às 23:45, hora de Brasília. Nesse horário, foi aberto um enorme portal astrológico através do qual a Humanidade se uniu mentalmente em um só PENSAMENTO, em uma só CONSCIÊNCIA.  


O que se falou foi de um poder que estava disponível para nós em 5 de abril que era literalmente astronômico. Os planetas Júpiter e Plutão se encontraram no céu como uma poderosa direção astrológica. Hora perfeita para a criação de uma enorme mudança de direção para a Humanidade num sentido mais positivo, coletivo e harmonioso.  Foi uma meditação com PARTICIPAÇÃO EM MASSA. Uma conexão de coração e mente com um único foco e com uma extensão que ainda não foi alcançada no planeta Terra!  Estima-se que UM MILHÃO DE PESSOAS SE UNIRAM EM MEDITAÇÃO!  

Estamos vivendo uma guinada gigantesca em nossas vidas. É um momento impar para a Humanidade. Todos aqueles que seguirem em frente jamais se esquecerão dessa fase. Cada um de nós na nossa fé desejamos merecer a misericórdia. Desejamos ser acalmados. Desejamos ter serenidade para passar por este momento. A morte é uma certeza. A vida depende de como a encaramos agora.

Papa Francisco ora sozinho na Praça São Pedro, pra mim a imagem desse momento. (Foto: Vaticano)

"Porque sois tão medrosos? Ainda não tendes fé?", Itália, Vaticano, sexta-feira, 27 de março, mês que o mundo parou em 2020.  Praça São Pedro completamente vazia. O frio de uma chuva fina que cai. O Papa Francisco, um senhor de 83 anos que não tem parte de um dos pulmões e problemas nos quadris, reza pela Humanidade ao crepúsculo.   "Urbi et Orbi” e todos os nossos pecados estão perdoados. Já podemos renascer.


Se volto este ano para a Alemanha? Este é o grande dilema do meu momento.

Onde é seguro e qual o momento de sair de onde estou? Só o amanhã me dirá. Vou falar disso em outro post.

Por hoje, estou no Rio me preparando para meditar e focar em manter a vibe e a saúdes boas.

E, continuem a nos seguir no Instagram e no Facebook. Bem-vindos ao novo mundo!

0 visualização

siga!

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle